Grandes companhias dos Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira resultados trimestrais com prejuízos ou quedas expressivas nos lucros, mas com algumas exceções positivas em um mercado abalado pela crise financeira internacional.

A International Paper anunciou uma alta de 93% no lucro líquido no primeiro trimestre, a 257 milhões de dólares, graças à redução nos preços das matérias-primas e apesar do ritmo de vendas anual estar paralisado.

O grupo de higiene e beleza Colgate-Palmolive revelou um aumento de 8,9% do lucro líquido em comparação com o mesmo período do ano anterior, a 507,9 milhões de dólares, apesar de um ligeiro retrocesso nas ventas.

Na parte negativa dos anúncios, o grupo Dow Chemical, que adquiriu em abril a concorrente Rohm & Haas, anunciou uma queda de 96% do lucro líquido nos primeiros três meses do ano, agravada por uma queda expressiva nas vendas.

O ganho da empresa caiu a 35 milhões de dólares no período, contra US$ 965 milhões na mesma época de 2008.

A Procter & Gamble revelou um lucro líquido de 2,6 bilhões de dólares, um retrocesso de 4% em relação ao ano passado.

O grupo de mídia Viacom registrou uma queda de 34% no lucro líquido do primeiro trimestre, a 177 milhões de dólares, mas com um valor superior às estimativas do mercado.

Já a gigante de equipamentos de telecomunicações Motorola teve prejuízo líquido de 231 milhões de dólares no trimestre, contra US$ 194 milhões no mesmo período em 2008.

chr/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.