Grande participação marca eleições legislativas na Chechênia

Moscou, 12 out (EFE).- Uma grande participação popular marcou hoje as eleições legislativas na república russa da Chechênia que, de acordo com dados recolhidos a uma hora do fechamento das urnas, contou com a presença de pelo menos 94% dos cidadãos aptos a votar.

EFE |

Horas antes, a Comissão Eleitoral (CE) chechena havia informado que "segundo dados das 13h (6h, Brasília), 46,25% dos eleitores já tinham votado, mais ou menos a mesma porcentagem que tinha votado (a essa mesma hora) nas eleições para a Duma (Câmara dos Deputados da Rússia) em março de 2008".

O presidente da CE, Ismail Baijanov, afirmou que não recebeu relatórios de observadores nem de eleitores sobre incidentes e infrações à legislação eleitoral, segundo as agências de notícias russas.

Todos os colégios eleitorais abriram pontualmente suas portas às 8h (1h de Brasília) para as eleições para o Parlamento regional, informou previamente a CE.

Baijanov precisou que há um total de 437 colégios eleitorais e mais de 591 mil eleitores convocados às urnas, segundo a agência "Interfax".

No início da jornada eleitoral, ele previu uma alta participação e se arriscou a dizer que não seria inferior à atingida em dezembro nas eleições para a Duma, nas quais 99,6% do eleitorado foi às urnas.

Além disso, no pleito presidencial de março a participação superou os 90%.

As eleições legislativas na Chechênia têm caráter extraordinário porque o Parlamento bicameral checheno, cujo mandato expirava em 2009, foi dissolvido em 27 de junho devido a modificações na Constituição e nas leis eleitorais dessa república.

O novo Legislativo da Chechênia terá uma só câmara, que será integrada por 41 deputados.

A escolha dos membros do Parlamento será exclusivamente por listas de partidos e a legislatura será ampliada de quatro para cinco anos.

São sete os partidos registrados pela CE: Rússia Unida, Partido Liberal Democrático da Rússia, Patriotas da Rússia, Partido Paz e Unidade, União Popular, Partido Comunista da Rússia e Rússia Justa.

A Chechênia foi abalada no sábado por um terremoto de 5,5 graus de magnitude na escala Richter que afetou várias regiões do Cáucaso Norte e deixou 12 mortos confirmados e mais de 100 feridos na Chechênia.

O presidente checheno, Ramzan Kadyrov, anunciou na véspera que as eleições legislativas regionais não seriam suspendidas devido ao terremoto e ressaltou que "o plano de realização do pleito deve ser rigorosamente cumprido". EFE egw/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG