Grã-Bretanha tem pior crise em 60 anos, diz ministro

A Grã-Bretanha enfrenta a sua pior crise econômica dos últimos 60 anos, admitiu o ministro da Fazenda, Alistair Darling, em entrevista na edição deste sábado do jornal britânico The Guardian. Segundo Darling, esta crise econômica poderá ser mais profunda e duradoura do que a maioria das pessoas temia e é a pior desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

BBC Brasil |

O ministro britânico reconheceu que os eleitores estão furiosos com a forma com que o Partido Trabalhista, no governo, está manejando a economia - tema-chave nas próximas eleições. Darling indicou que é "absolutamente imprescindível" que os ministros comuniquem melhor suas intenções.

O repórter da BBC, David Thompson, disse que Darling usou uma linguagem "surpreendente" e "escandalosamente sincera" em relação à economia e à percepção que a opinião pública tem do governo britânico.

Pacote
"Os próximos 12 meses serão os mais difíceis que o Partido Trabalhista terá em uma geração, francamente", afirmou.

O governo britânico deve anunciar um pacote de medidas para estimular o debilitado mercado imobiliário do país na semana que vem.

O ministro vem sendo criticado por enviar mensagens contraditórias sobre possíveis medidas para ajudar pessoas que pretendem comprar casa própria.

Os preços dos imóveis estão registrando o seu ritmo mais acelerado de queda dos últimos 18 anos, em meio a temores de uma onda de inadimplências.

A crise de retração de crédito reduziu acentuadamente a concessão de empréstimos para a compra de moradias, e há indicações de que a economia pode entrar em recessão em um futuro próximo.

O Partido Trabalhista está à frente do governo britânico há 12 anos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG