Grã-Bretanha revelará informações sobre caso de atentado de Lockerbie

A Grã-Bretanha divulgará toda a correspondência relevante com a Escócia sobre o autor do atentado de Lockerbie, Abdelbaset Ali Mohmet al-Megrahi, na tentativa de afastar os rumores de que a libertação do terrorista envolveu acordos petrolíferos com a Líbia.

AFP |

Segundo um porta-voz de Downing Street, Londres publicará na terça-feira sua correspondência com os ministros escoceses sobre Megrahi, cuja libertação, no início do mês, por razões humanitárias, provocou indignação entre os parentes da vítimas do atentado.

"Vamos difundir todos os documentos relevantes com os ministros escoceses", disse o porta-voz à AFP.

Trata-se, basicamente, de cartas do ministério da Justiça, incluindo muitas que já vazaram, informou a BBC.

A explosão de um voo da Pan Am sobre a cidade escocesa de Lockerbie, em 1988, matou 270 pessoas. O avião fazia a rota entre Londres e Nova York.

Megrahi, que cumpria pena desde 2001, foi libertado por "humanidade" por sofrer de um câncer terminal de próstata.

Segundo o jornal "Sunday Times", a libertação de Megrahi está relacionada a um acordo de exploração de petróleo e gás entre a companhia britânica BP e a Líbia, avaliado potencialmente em 15 bilhões de libras.


Leia mais sobre atentado de Lockerbie

    Leia tudo sobre: atentadolockerbielíbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG