A Grã-Bretanha anunciou nesta segunda-feira a repatriação das famílias dos funcionários de sua embaixada em Teerã, depois de ter recomendado a seus cidadãos evitar viagens não essenciais ao Irã.

"Os atos de violência registrados têm impacto significatico sobre as famílias dos funcionários que não conseguem ter uma vida normal", diz o ministério das Relações Exteriores em comunicado.

Após a Gra-Bretanha, a Itália recomendou nesta segunda-feira o adiamento de viagens não necessárias a Teerã.

elm/pl/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.