Por Luke Baker BRUXELAS (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores de Israel terá de responder na segunda-feira a difíceis perguntas de seus colegas da Grã-Bretanha e da Irlanda, em Bruxelas, sobre o suposto uso israelense de falsos passaportes europeus por uma equipe de assassinos em Dubai.

Avigdor Lieberman se encontrará com o britânico David Miliband e o irlandês Micheal Martin nos bastidores de um encontro de chanceleres da União Europeia, e ambos querem saber qual foi o papel de Israel na falsificação de passaportes e morte de um comandante do Hamas.

Mantendo sua política de ambiguidade em assuntos delicados como os assassinatos, Israel se recusou a confirmar ou negar o envolvimento no ato ocorrido em 19 de janeiro, no qual o palestino Mahmoud al-Mabhouh foi assassinado em um luxuoso quarto de hotel. O país também não falou sobre as acusações de adulteração de documentos.

A polícia de Dubai diz acreditar que agentes israelenses assassinaram o membro do Hamas e divulgou a identidade de 11 pessoas que viajaram com passaportes da Grã-Bretanha, Irlanda, França e Alemanha e que podem estar envolvidas na morte.

Vários dos acusados negaram participação no assassinato e disseram que nem sequer já estiveram em Dubai.

Micheal Martin afirmou que o assunto é sério e que deseja uma explicação. Uma porta-voz da missão irlandesa em Bruxelas confirmou que haverá o encontro na manhã de segunda-feira.

"Pretendo salientar nossa grande preocupação sobre o uso falsificado de passaportes em Dubai, e queremos certeza e esclarecimento sobre esse assunto muito sério", disse Martin ao jornal irlandês The Irish Times.

Miliband exortou Israel a ajudar nas investigações, enquanto a Grã-Gretanha faz sua própria investigação sobre a falsificação de documentos. Lieberman afirmou na semana passada que não havia motivos para acreditar que o Mossad, o serviço secreto israelense, estava envolvido.

A França e a Alemanha também pediram explicações de Israel, mas a presença dos ministros das Relações Exteriores de ambos os países não está prevista para o encontro desta segunda-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.