Grã-Bretanha diz que Irã deve agir para aliviar temor nuclear

LONDRES (Reuters) - O Irã deve dar passos concretos para demonstrar nas próximas negociações que seus objetivos nucleares são pacíficos, afirmou neste domingo o secretário britânico do Exterior, David Miliband. Está claro que a questão iraniana é uma que precisa ser enfrentada disse Miliband à Sky TV.

Reuters |

"É hora de passos concretos do Irã para mostrar que eles só têm intenções pacíficas para seu programa de enriquecimento de urânio. É uma hora muito importante."

Miliband estava reverberando comentários da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, que na sexta-feira disse que o Irã tinha de usar as discussões do mês que vem para aliviar os temores sobre seu programa nuclear ou correr o risco de ser isolado ainda mais e sofrer pressão econômica.

Teerã diz que seu programa de enriquecimento de urânio tem como objetivo apenas a geração de energia, mas as potências globais creem que isso possa ser um disfarce para desenvolver armas nucleares.

Hillary afirmou que as negociações previstas para 1o de outubro entre Irã e o chamado "P5+1", que inclui os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas --Grã-Bretanha, China, França, Rússia e EUA-- e a Alemanha, devem lidar com o assunto.

No entanto, o Irã repetidamente afirmou que não vai usar as discussões para barganhar sobre suas capacidades nucleares.

Miliband disse que presidiria uma reunião em Nova York, nesta semana, com ministros dos outros seis países antes das conversas de outubro.

"É hora de passos concretos do Irã para mostrar que eles estão dispostos a viver dentro das regras do tratado de não-proliferação que foram tão importantes para limitar a proliferação nuclear nos últimos 40 anos", afirmou.

(Reportagem de Michael Holden)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG