Grã-Bretanha caminha para eleição inconclusiva, indica pesquisa

Por Caroline Copley LONDRES (Reuters) - Nenhum partido político tem apoio suficiente para conquistar o controle absoluto do Parlamento britânico nas próximas eleições, o que pode levar a um período de instabilidade para o governo, revelaram pesquisas de opinião nesta terça-feira.

Reuters |

A vantagem nas pesquisas do Partido Conservador, da oposição, reduziu-se para a eleição do dia 6 de maio, sugerindo que o partido de centro-direita terá dificuldades para receber os votos necessários para formar uma maioria.

Analistas apontam que o Partido Trabalhista pode até se manter no poder para um quarto mandato, mas o cenário mais provável é a formação de um Parlamento dividido, sem nenhum partido com mais da metade dos assentos.

Investidores estão preocupados que uma eventual pane política possa prejudicar os esforços para reduzir um déficit recorde no orçamento e resultar na redução do rating A triplo da Grã-Bretanha.

Uma pesquisa diária do YouGov para o jornal Sun colocou os conservadores cinco pontos à frente dos trabalhistas, com 39 por cento das intenções de voto, o que deixaria o partido Trabalhista como o maior do Parlamento, mas sem alcançar a maioria absoluta.

Uma outra pesquisa para o Daily Express, realizada pelo instituto Opinium entre 5 e 8 de março, mostrou os conservadores com 37 por cento dos votos, enquanto os trabalhistas tinham 30 por cento.

Sob o sistema eleitoral britânico, o Partido Conservador precisa de uma vantagem de 10 pontos percentuais na votação para superar a atual maioria do Trabalhista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG