Grã-Bretanha aprova redução de 80% das emissões de CO2 até 2050

A Grã-Bretanha se converteu nesta quarta-feira no primeiro país do mundo a adotar um objetivo vinculante para reduzir a emissão de gases de efeito estufa depois que seu Parlamento aprovou um projeto de lei para diminuir as mesmas em 80% até 2050.

AFP |

A rainha Elizabeth II deve agora dar sua aprovação formal a esse projeto de lei, cuja adoção acontece num momento em que os países da União Européia (UE) não conseguem se colocar de acordo sobre seu plano de ação sobre o aquecimento global, que prevê a redução de 20% das emissões de dióxido de carbono (CO2) até 2020 e que deve ser adotado antes do fim do ano.

O ministro britânico da Energia e Aquecimento Climático, Ed Miliband, declarou que a nova lei faz do Reino Unido "um líder mundial da política climática".

"É a primeira legislação desse tipo no mundo e envia uma mensagem clara antes das discussões sobre o clima em escala européia e mundial para dizer que é possível tomar medidas sérias".

O Reino Unido visava inicialmente a uma redução de suas emissões de CO2 em relação ao níveis de 1990, de 60% até 2050.

Mas o primeiro-ministro britânico Gordon Brown pediu ao Comitê sobre o Aquecimento Climático que estudasse a possibilidade desse objetivo ser ampliado para 80%.

O Comitê aprovou a ampliação enfatizando que o aumento da temperatura na Terra acontece mais rápido do que o previsto e que, por isso, o perigo das emissões de CO2 é maior.

ar-cyb/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG