Grã Bretanha projeta 100.000 casos de gripe H1N1 por dia

Por Tim Castle LONDRES (Reuters) - A Grã Bretanha projeta mais de 100.000 novos casos de gripe H1N1 por dia até o final de agosto e irá alterar o modo de tratamento do vírus, disse o governo nesta quinta-feira.

Reuters |

"Podemos ver mais de 100.000 casos por dia até o final de agosto -- embora eu enfatize que isto é somente uma previsão", disse ao Parlamento o ministro da Saúde, Andy Burnham.

Ele disse que o número de casos confirmados do novo vírus, conhecido como gripe suína, está dobrando a cada semana, pressionando os serviços de saúde.

"Sempre soubemos que seria impossível conter o vírus indefinidamente e que em algum momento teríamos que nos mover da contenção ao tratamento do crescente número de pessoas doentes", disse ele.

A Organização Mundial da Saúde declarou, no dia 11 de junho, que a propagação do vírus era uma pandemia. Mais de 77.000 pessoas foram infectadas em todo o mundo.

A maioria das pessoas que foi infectada pelo vírus apresentou apenas sintomas leves, mas uma pequena minoria teve sinais mais graves, com três mortes na Grã Bretanha até agora.

As primeiras doses da vacina contra a gripe H1N1 devem chegar à Grã Bretanha até o final de agosto, com 60 milhões de doses disponíveis até o final do ano, suficientes para 30 milhões de pessoas, ou cerca de metade da população.

Autoridades de saúde tornarão uma prioridade a entrega de medicamentos antivirais para os mais vulneráveis, e abandonarão a política de acompanhamento de pessoas que tiveram contato com infectados pela nova doença.

Autoridades de saúde também deixarão de produzir relatórios diários sobre o número de novos casos, divulgando apenas estimativas gerais sobre infectados. Há 7.447 casos confirmados de gripe H1N1 na Grã Bretanha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG