Governo venezuelano quer baixar para seis horas jornada de trabalho no país

Caracas, 15 out (EFE).- O ministro venezuelano do Trabalho, Roberto Hernández, anunciou hoje que proporá à governista Assembléia Nacional a redução da jornada de trabalho das atuais oito para seis horas diárias.

EFE |

Hernández não disse quando apresentará à Assembléia, cujos membros são quase todos governistas, a proposta de diminuir a jornada de trabalho, mas expressou que espera que a mesma seja aprovada este mesmo ano mediante uma reforma da Lei Orgânica do Trabalho.

"Estamos interessados em que possamos fazer algumas reformas pontuais (na norma legislativa) antes de terminar o ano (2008) e deixar para o ano que vem o fundo de toda uma nova Lei Orgânica do Trabalho", disse o ministro.

No que resta de 2008 "não será possível a promulgação" de uma nova Lei Orgânica do Trabalho, acrescentou o ministro, de acordo com a "Rádio Nacional da Venezuela".

A redução para seis horas da jornada de trabalho foi, junto à reeleição contínua presidencial, uma das propostas incluídas no projeto de reforma constitucional apresentado em 2007 pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez, que foi rejeitado em referendo popular no dia 3 de dezembro. EFE gf/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG