Governo trabalhista perderá eleições na Austrália, apontam pesquisas

Sydney (Austrália), 7 jun (EFE).- O Governo trabalhista australiano será derrotado nas próximas eleições, após uma enorme queda em sua popularidade depois de três anos no poder, revelaram hoje duas pesquisas de intenções de voto.

EFE |

Sydney (Austrália), 7 jun (EFE).- O Governo trabalhista australiano será derrotado nas próximas eleições, após uma enorme queda em sua popularidade depois de três anos no poder, revelaram hoje duas pesquisas de intenções de voto. De acordo com a pesquisa da empresa de consultoria Nielsen, o opositor Partido Liberal tem seis pontos de vantagem sobre os trabalhistas liderados pelo primeiro-ministro, Kevin Rudd. Por sua parte, a Newspoll atribuiu a queda a um novo imposto sobre as atividades mineiras que prejudica milhares de acionistas e fundos de pensões. Rudd - que ainda não convocou o pleito, embora com quase certeza deve acontecer em novembro - admitiu que é muito difícil que se consiga reverter o que as pesquisas apontam. "A verdade é que se estes resultados se refletirem no dia das eleições, (o líder conservador) Tony Abbott se transformará no ministro", declarou o chefe do Executivo australiano. Rudd também tropeçou com sua proposta de lei sobre comércio de emissões poluentes, que finalmente teve que adiar quando perdeu o apoio do Parlamento e provocou pela primeira vez que os conservadores ficassem na frene das pesquisas. Se for confirmada a vitória da oposição, o Governo trabalhista será o primeiro que não renova seu mandato inicial desde a Segunda Guerra Mundial na Austrália. EFE aus/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG