Governo tailandês recusa proposta de dissolver Parlamento e convocar eleições

Bangcoc, 26 nov (EFE).- O Governo da Tailândia rejeitou hoje a proposta do chefe do Exército, Anupong Paochinda, de dissolver o Parlamento e convocar eleições para superar a profunda crise política no país, anunciou um porta-voz oficial.

EFE |

"O primeiro-ministro (Somchai Wongsawat) disse muitas vezes que não renunciará, porque foi eleito de forma democrática. Isso continua de pé", disse o porta-voz do Executivo, Nattawut Saikuar, ao "Canal 3" da televisão estatal. EFE grc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG