Governo tailandês prolonga toque de recolher

Primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva anuncia que a ação militar declarada em parte do país será mantida

EFE |

O primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, anunciou hoje que o toque de recolher declarado em Bangcoc e províncias do norte e nordeste da Tailândia será mantido em vigor até a noite da próxima segunda-feira.

Em discurso pela televisão, o chefe do Executivo assinalou que o toque de recolher é "necessário" e faz parte das medidas de segurança adotadas após a onda de violência registrada na quarta-feira e quinta-feira passada na capital e seis províncias "O centro de operações terá que encontrar a forma de evitar que a segurança não afete a vida diária do povo, por isso serão diminuídas as horas de toque de recolher", disse o primeiro-ministro.

O toque de recolher rege de 21h às 5h (horário local, 11h às 19h de Brasília). Bangcoc e 23 províncias estão sob toque de recolher desde a quarta-feira passada, o mesmo dia em que o Exército pôs fim a um mês e meio de manifestações antigovernamentais no coração comercial da capital. Um total de 15 pessoas morreram e cerca de 400 ficaram feridas nos confrontos entre os manifestantes chamados camisas vermelhas e as tropas tailandesas.

    Leia tudo sobre: tailândiaprotestos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG