Governo resgata 31 garimpeiros brasileiros vítimas de ataques no Suriname

Rio de Janeiro, 31 dez (EFE).- Um avião militar fretado pelo Governo recuperou 31 garimpeiros brasileiros residentes no Suriname e que decidiram retornar ao Brasil depois de terem sido vítimas de ataques no último dia 24 de dezembro.

EFE |

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou hoje sobre a operação na qual foram repatriados os garimpeiros, entre eles três que estavam hospitalizados em Paramaribo e que foram transferidos para um hospital de Belém, onde a aeronave pousou ontem à noite.

O embaixador do Brasil no Suriname, José Luiz Machado e Costa, explicou que a situação no lugar dos incidentes está tranquila graças às ações do Governo local para pacificar a área.

"Estamos considerando os fatos como um caso isolado e não como uma ação dirigida contra o Brasil e os brasileiros. A embaixada não está orientando os brasileiros a abandonar determinadas áreas", comentou o diplomata pouco após o pouso do Hércules C-130.

Os brasileiros foram vítimas de um ataque contra um acampamento de garimpeiros na cidade de Albina, a 150 quilômetros ao sul de Paramaribo, no qual viviam cerca de 200 garimpeiros brasileiros, chineses e javaneses.

Aparentemente como vingança pelo assassinato de um habitante local por um brasileiro, os agressores destruíram o acampamento e chegaram a estuprar algumas mulheres.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou na terça-feira com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para colocá-lo a par dos ataques contra a comunidade brasileira no Suriname. EFE az/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG