Governo reconhece que seca afeta 41% dos distritos indianos

Nova Délhi, 20 ago (EFE).- O Governo admitiu hoje que a seca afeta 246 dos mais de 600 distritos indianos e anunciou medidas para ajudar os trabalhadores rurais, prejudicados por uma estação de monção menos chuvosa do habitual.

EFE |

Em comunicado, o Ministério de Agricultura indiano explicou que, no dia 16 de agosto, o país sofria um déficit de chuvas de 28%, algo que "certamente terá impacto na produção e na produtividade" agrícola.

O órgão lamentou que a monção esteja sendo especialmente fraca no terço sudoeste e reconheceu que a seca foi declarada em uma parte ou na totalidade de dez estados da Índia, o que faz com que haja menos superfície para semear arroz.

O Governo pediu aos estados da República que promovam o cultivo de sementes que façam com que a colheita amadureça antes e anunciou um subsídio de 7,5 rúpias (US$ 0,15) para o diesel nos distritos onde o déficit de chuvas passar de 50%.

O ministro de Interior indiano, P. Chidambaram, disse que o preço mínimo do arroz aumentou em 100 rúpias por quintal (45,45 quilos) em todos os cereais para ajudar os agricultores.

"A situação vai evoluindo e o Governo responderá da forma apropriada", disse o ministro, que garantiu que o país tem reservas de cereais para os próximos 13 meses, segundo a agência "Ians".

Amanhã acontece em Délhi uma reunião de todos os departamentos regionais de Agricultura, presidida pelo ministro Sharad Pawar, para buscar soluções à seca. EFE amp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG