Governo recebe dinheiro apreendido do ex-líder Shinawatra

Bangcoc, 3 mai (EFE).- O Governo da Tailândia anunciou hoje que o Estado recebeu os 46,3 bilhões de bat (US$ 1,429 bilhão) mais juros que a Corte Suprema ordenou confiscar do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, enquanto seus seguidores se manifestaram por mais um dia em Bangcoc.

EFE |

Bangcoc, 3 mai (EFE).- O Governo da Tailândia anunciou hoje que o Estado recebeu os 46,3 bilhões de bat (US$ 1,429 bilhão) mais juros que a Corte Suprema ordenou confiscar do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, enquanto seus seguidores se manifestaram por mais um dia em Bangcoc. O interventor geral da Tailândia, Pongpanu Svetarundra, assinalou aos jornalistas que o total transferido em 30 de abril chega a 49 bilhões de bat (US$ 1,513 bilhão) provenientes de 32 contas que a família Shinawatra tinha em seis sociedades comerciais. Svetarundra explicou que faltam 163 milhões de bat (US$ 5 milhões) para serem transferidos ao Ministério das Finanças que estão em três fundos de investimento e a operação não se completará antes de dois meses. Em 26 de fevereiro, o Supremo considerou Shinawatra culpado de abuso de poder, ocultação de bens e de causar ao Estado perdas avaliadas em 80 bilhões de bat (U$S 2,471 bilhões). EFE zm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG