Governo quer quadruplicar acesso a banda larga no país até 2014

Brasília, 5 mai (EFE).- O Governo anunciou hoje um plano de investimentos de 13 bilhões de reais com o qual propõe baratear o serviço de internet de banda larga e expandi-lo a todo o país até 2014.

EFE |

Brasília, 5 mai (EFE).- O Governo anunciou hoje um plano de investimentos de 13 bilhões de reais com o qual propõe baratear o serviço de internet de banda larga e expandi-lo a todo o país até 2014. O Plano Nacional de Banda Longa incluirá, além disso, uma contribuição de capital de 3,2 bilhões de reais à estatal Telebras, que atuará como gerente do projeto, que será desenvolvido junto a empresas privadas, anunciou a ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. As empresas que participarem do plano poderão conseguir créditos com o BNDES num total de 7,5 bilhões de reais em condições especiais e com taxas inferiores às do mercado. A maior parte desse financiamento será destinado à compra de equipamentos de telecomunicações de tecnologia nacional, enquanto 1 milhão de reais irão para a aquisição de computadores para pequenas e médias empresas. "O papel da Telebras não será substituir ou limitar à empresa privada, mas usar a infraestrutura que o Estado dispõe para incentivar a iniciativa privada nesta área", disse Guerra sobre a estatal, que até as grandes privatizações de 1998 tinha o monopólio das telecomunicações no país. Guerra disse ainda que a meta do programa é expandir a banda larga a todo o território nacional e chegar ao ano de 2014 com 40 milhões de residências com conexão, o que significa quadruplicar o atual número de domicílios com acesso ao serviço. EFE ed/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG