LIMA - O ministro da Saúde do Peru, Óscar Ugarte, informou nesta quinta-feira que a mulher argentina que havia sido diagnosticada com gripe A (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topnovo nome dado à gripe suína) não tem o vírus AH1N1, causador da doença.


Clique aqui para ver o infográfico


"É um caso de influenza tão virulento como outros casos, mas não é (gripe) suína", disse Ugarte. Na quarta-feira, ele tinha informado que a nova cepa do vírus H1N1 tinha sido detectada nos exames da jovem.

A mulher, de 27 anos, desembarcou na terça-feira em Lima. Ela viajava em um voo da companhia Copa Airlines, que partiu do Panamá com destino direto a Buenos Aires. O avião fez uma escala em Lima depois que a tripulação detectou que a passageira apresentava febre alta e espirrava.

Suíça

Nesta quinta-feira, a Suíça confirmou o primeiro caso de gripe A em um homem que tinha retornado recentemente de uma viagem ao México.

O paciente tinha voltado para casa após um primeiro exame, realizado na quarta-feira, ter apresentado resultado negativo. Depois de um segundo teste dar positivo, ele foi hospitalizado novamente.

Sua situação atual é estável, segundo o hospital que o atende, na localidade de Baden.

Todas as pessoas que estiveram em contato com o doente foram informadas sobre a confirmação da gripe suína e foram comunicadas para permanecer em suas casas.

Holanda

O governo holandês afirmou que o primeiro caso de gripe suína no país foi detectado em uma criança de três anos que voltou esta semana de uma viagem ao México.

Segundo o ministro da Saúde holandês, Ab Klink, as autoridades já tomaram as medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que elevou o nível de alerta pela epidemia ao grau cinco.

Klink não informou detalhes sobre a criança nem sobre o local de residência do paciente, mas explicou que ela retornou do México à Holanda no último dia 27 de abril, sem apresentar sintomas.

O governo holandês anunciou também que adquiriu 34 milhões de vacinas contra a gripe suína para utilizá-las caso seja necessário.

(Com informações da EFE e da Reuters)

Leia também

Entenda a gripe A

Gripe A no Brasil

Gripe A e a economia

Leia mais sobre: gripe A

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.