Bogotá, 21 abr (EFE).- O principal líder da oposição venezuelana, Manuel Rosales, viajou para o Peru como turista e não pediu asilo político para o país, confirmou hoje o ministro das Relações Exteriores peruano, José Antonio García Belaúnde, a uma rádio colombiana.

Rosales, prefeito de Maracaibo, decidiu deixar a Venezuela por estar sendo alvo de um julgamento "arranjado", segundo seus porta-vozes, após ter sido processado por suspeita de corrupção. EFE fer/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.