Governo paraguaio pedirá estado de exceção no norte

Assunção, 21 abr (EFE).- O Governo paraguaio solicitará nesta quinta-feira ao Congresso a declaração de um estado de exceção no norte do país, após a morte de um policial e de três civis em um ataque de um grupo armado, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

O anúncio foi feito esta noite pelo assessor jurídico do Governo, Emilio Camacho, na saída de uma reunião do chefe de Estado, Fernando Lugo, e com os líderes de bancadas dos partidos com representação parlamentar.

"Lugo decidiu apresentar amanhã um projeto de lei que declara o estado de exceção na zona de conflito", afirmou Camacho, ao explicar que a medida abrangerá cinco departamentos (províncias): Concepción, San Pedro, Amambay, Alto Paraguay e Presidente Hayes, estes últimos na região oeste.

Pouco antes, Lugo convocou as autoridades do Ministério da Defesa, de Interior e da Polícia para analisar as medidas a adotar após a morte das quatro pessoas em uma emboscada em uma fazenda num distrito da localidade de Horqueta, 380 quilômetros ao norte de Assunção, em Concepción.

Nessa região opera o autodenominado Exército do Povo Paraguaio (EPP), cujos membros são procurados pela Polícia por famosos casos de sequestro. EFE lb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG