Governo paquistanês aceita pedido para reabilitar presidente do Supremo

Nova Délhi, 16 mar (EFE).- O Governo do Paquistão aceitou a reivindicação da oposição de reabilitar Iftikhar Chaudhry como presidente do Tribunal Supremo do país, assegurou neste domingo um porta-voz da opositora Liga Muçulmana-N (PML-N) de Nawaz Sharif.

EFE |

A decisão será anunciada pelo primeiro-ministro, Yousef Raza Gilani, em mensagem à nação, disse o porta-voz, Sidiqui Farouk, à rede de televisão "Dawn TV".

Durante horas as redes de televisão paquistanesas anunciaram que a mensagem, que já tinha sido gravada, seria retransmitida em breve, mas nenhuma fonte pôde explicar a razão da demora.

A reabilitação de Chaudhry é uma das principais demandas da "longa marcha" opositora que começou na quinta-feira passada e que hoje deveria chegar à capital, Islamabad.

Chaudhry, que foi cassado em 2007 pelo então presidente do país, Pervez Musharraf, será restabelecido em seu posto no dia 22 de março, após a aposentadoria do magistrado que o substituiu, Abdul Hamid Dogar, segundo as versões divulgadas pelas redes paquistanesas.

A decisão foi adotada em reunião entre Gilani e o presidente do país, Asif Ali Zardari, enquanto a marcha de protesto liderada pelo líder do PML-N, Nawaz Sharif, se dirigia da cidade oriental de Lahore em direção a Islamabad. EFE ja/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG