congela fundos do departamento de Santa Cruz - Mundo - iG" /

Governo Morales congela fundos do departamento de Santa Cruz

La Paz, 24 abr (EFE).- O Governo da Bolívia congelou hoje as contas da Administração do departamento (estado) de Santa Cruz (centro-leste), controlada por líderes opositores ao presidente Evo Morales, com o argumento de que há duas semanas as autoridades da região impediram a fiscalização sobre seus gastos.

EFE |

A medida foi anunciada hoje pelo ministro da Fazenda boliviano, Luis Arce, em entrevista coletiva.

Na ocasião, o ministro denunciou que a Administração de Santa Cruz, sem justificativa, interrompeu sua conexão com o sistema de informática de controle nacional e que permite a fiscalização de gastos em seu orçamento.

Segundo Arce, uma comissão de especialistas de seu ministério tentou verificar em Santa Cruz se havia problemas no funcionamento do sistema, mas os membros da Administração regional impediram seu trabalho.

"Os funcionários da Administração estão realizando operações manuais que não são registradas no sistema e que põem em xeque a transparência no manejo dos recursos de Santa Cruz", assegurou o ministro da Fazenda.

Além de "congelar" as contas do maior departamento boliviano, o Governo Morales solicitou à Controladoria Geral da República que promova uma auditoria especial nos dias em que a Administração de Santa Cruz não forneceu informações sobre suas despesas.

Arce acrescentou que o orçamento para este departamento ficará congelado até que a Administração regional volte a permitir o acesso integral a informações sobre suas contas e todos os dados não repassados sejam recuperados.

Há poucos dias teve início uma grande polêmica sobre os gastos da Administração de Santa Cruz com a organização do referendo sobre estatutos regionais de autonomia, que será realizado em 4 de maio.

O Governo central considera a consulta "ilegal" e "separatista".

EFE ja/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG