uma loucura - Mundo - iG" /

Governo italiano diz que plano da UE contra mudança climática é uma loucura

Roma, 18 out (EFE).- O ministro de Administração Pública da Itália, Renato Brunetta, considerou hoje uma loucura, tanto para as empresas quanto para os Estados, as metas fixadas pela União Européia (UE) na luta contra a mudança climática.

EFE |

Brunetta acrescentou que as metas são uma "loucura" principalmente "para um país industrializado como a Itália, que tem uma densidade de empresas superior à média européia e que ficaria em desvantagem".

Polônia e Itália lideram a oposição ao plano ambiental da UE conhecido como "20-20-20", já que as metas estabelecidas são, até 2020, reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) e o consumo energético em 20% e fazer com que 20% da energia final consumida seja renovável.

Após as primeiras divergências, a expectativa é que, em dezembro, no próximo encontro de chefes de Estado ou de Governo da UE, as partes em desacordo cheguem a um consenso.

Em entrevista publicada hoje pelo jornal "La Repubblica", o ministro para Políticas Européias italiano, Andrea Ronchi, afirmou que espera "que o veto não seja necessário". Porém, anunciou que, caso seja necessário, Polônia e Itália estão dispostas a "bloquear" todo o plano.

"Queremos ajudar as empresas que sofrem com a crise e não podemos fazê-las arcar com mais 21 milhões (de euros) de gastos ao ano", acrescentou Ronchi, que adiantou que o Governo estuda apresentar um "acordo melhorado".

Segundo a imprensa nacional, no próximo encontro dos líderes da UE, a Itália proporá o congelamento das discussões sobre a mudança climática por um ano, quando realizaria uma análise da relação entre os custos e a eficácia do plano.

O custo global da aplicação das metas do bloco europeu deverá ficar entre 18 bilhões e 25 bilhões de euros ao ano para cada país.

EFE ccg/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG