Copenhague, 26 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Islândia, o conservador Geir H.

Haarde, anunciou hoje sua renúncia e a de seu Governo em bloco após ser rompida a coalizão formada entre conservadores e social-democratas.

Haarde afirmou que sua intenção era continuar no poder, mas que foi forçado à renúncia por seus parceiros social-democratas, depois de uma semana de intensos protestos contra o Governo por sua atuação na crise econômica que deixou o país à beira do colapso.

A renúncia do Governo acontece um dia após a do ministro de Assuntos Econômicos, Björgvin Sigurdsson, e após a do anúncio de eleições antecipadas para o dia 9 de maio realizado pelo próprio Haarde, que não se apresentará por sofrer um tumor maligno. EFE alc/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.