Governo iraquiano prepara maior ofensiva militar desde queda de Saddam

Bagdá, 27 jul (EFE).- O Governo iraquiano está acertando os últimos detalhes de uma ofensiva militar de grande escala na província de Diyala (leste), que, segundo o jornal oficial Al-Sabah, será a maior lançada pelas forças iraquianas desde a queda de Saddam Hussein.

EFE |

"Em 1º de agosto, começará a maior campanha militar no país, com o objetivo de acabar com os grupos armados que agem em Diyala", afirma a publicação, que cita fontes anônimas do setor de segurança.

Segundo o "Al-Sabah", mais de 50 mil unidades do Exército e da Polícia iraquianas participarão da operação, a última de uma série de ofensivas similares em várias províncias do Iraque contra rebeldes xiitas e insurgentes sunitas ligados à Al Qaeda.

Antes, o Exército iraquiano havia lançado campanhas nas províncias de Basra, Misan, Qadisiyah, Ninawa, Babel e Bagdá.

O jornal acrescenta que aproximadamente 14 mil soldados que participarão da ofensiva chegarão a Diyala oriundos de outras províncias.

A multiétnica Diyala, próxima à fronteira com o Irã, é neste momento a província iraquiana que registra os níveis mais elevados de violência.

Fontes das forças de segurança informaram que três supostos membros da Al Qaeda foram detidos ontem em Baquba, capital de Diyala.

Os três supostos terroristas fazem parte de um grupo de oito rebeldes capturados por uma missão conjunta de forças iraquianas e americanas. EFE am/fh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG