Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Governo iraquiano diz que combates em Basra deixaram mais de 400 mortos

Bagdá, 14 abr (EFE).- O Ministério do Interior iraquiano anunciou hoje que mais de 400 pessoas morreram nos combates entre o Exército iraquiano e milicianos xiitas em Basra, 550 quilômetros ao sul de Bagdá, que ocorreram há pouco mais de duas semanas.

EFE |

O porta-voz do Ministério do Interior, Abdelkarim Jalaf, disse à agência de notícias iraquiana "Aswat al-Iraq" que 400 insurgentes morreram durante os confrontos, enquanto só quinze membros do Exército iraquiano perderam a vida.

Jalaf não precisou o número de baixas civis.

O porta-voz acrescentou que outros 400 efetivos militares ficaram feridos durante os combates, iniciados em 25 de março passado, quando o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, lançou uma campanha de segurança em Basra.

A campanha gerou violentos confrontos entre o Exército iraquiano e a milícia Exército Mehdi, leal ao clérigo Moqtada al-Sadr, que se estenderam a outras cidades do Iraque.

Além disso, Jalaf afirmou que 28 condenados por crimes de assassinato e seqüestro foram executados ontem na forca. EFE am/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG