Governo iraniano pede que Moussavi cancele protestos em Teerã

Teerã, 20 jun (EFE).- O Conselho de Segurança nacional pediu ao líder da oposição iraniana, Mir Hussein Moussavi, que cancele a provocadora manifestação convocada para este sábado em protesto contra os resultados eleitorais de 12 de junho.

EFE |

Em entrevista à agência de notícias "Isna", o secretário deste Conselho, Abbas Mohtaj, advertiu ao ex-primeiro-ministro que "evite provocar manifestações ilegais".

"Se os protestos acontecerem, (Moussavi) será responsável por suas consequências", afirmou.

O líder supremo da Revolução, o aiatolá Ali Khamenei, exigiu ontem o fim dos protestos e advertiu aos três líderes da oposição que serão os responsáveis diretos das consequências desses atos.

Mesmo assim, a oposição está decidida manter seus planos e voltar a protestar nas ruas de Teerã, disse à Agência Efe uma fonte dos opositores.

A oposição iraniana denuncia supostas irregularidades nas eleições presidenciais de 12 de junho, que terminaram com a polêmica vitória já no primeiro turno do atual presidente, Mahmoud Ahmadinejad.

Desde a divulgação do surpreendente resultado, a oposição realiza grandes protestos diários, e alguns deles terminaram com enfrentamentos entre as forças da ordem - apoiadas por milicianos islâmicos "Basij" - e grupos de manifestantes.

A concentração convocada na segunda-feira passada, a última dos opositores que a imprensa estrangeira pôde cobrir, terminou com pelo menos oito mortos, segundo a rádio oficial iraniana. EFE jm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG