SAN JOSÉ (Reuters) - O governo interino de Honduras disse nesta quarta-feira que enviará uma proposta mediadora ao Congresso e ao Judiciário para o retorno do presidente deposto Manuel Zelaya. Este é o primeiro sinal de que o governo interino deve considerar um recuo diante da pressão internacional para que permita que o esquerdista Zelaya retorne ao país após ser deposto em junho.

A Suprema Corte e o Congresso originalmente ordenaram a queda de Zelaya e têm resistido à pressão para reverter o golpe.

(Reportagem de Juana Casas)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.