O governo de fato de Honduras, liderado por Roberto Micheletti, garantiu nesta terça-feira, em rede nacional de rádio e TV, que não pretende invadir a embaixada do Brasil para deter o presidente deposto, Manuel Zelaya.

"Não planejamos e nem faremos qualquer coisa na embaixada de qualquer país para deter o senhor Manuel Zelaya", declarou a vice-chanceler Martha Lorena Alvarado, destacando que o presidente deposto deve se entregar ou viajar para o Brasil.

nl/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.