Governo golpista do Quirguistão manda prender irmão do presidente

O governo provisório do Quirguistão emitiu nesta sexta-feira uma ordem de busca e captura para Zhanish Bakiev, irmão do presidente derrubado, Kurmanbek Bakiev, por ordenar que as forças de segurança atirassem contra manifestantes.

EFE |

"Toda a culpa dos mortos recai no antigo chefe do Serviço de Segurança Estatal", assegurou Azimbek Beknazarov, vice-primeiro-ministro do governo formado pela oposição.

Segundo Beknazarov, as novas autoridades "estão tomando medidas para sua detenção".

De acordo com a agência de notícias "Fergana", o presidente Bakiev e seus irmãos, Zhanish e Ajmat, estão na cidade de Markai, na região de Jalalabad, sudoeste do país.

O Ministério da Saúde quirguiz afirma que pelo menos 76 pessoas morreram, a maioria baleada, e cerca de 1.500 ficaram feridas durante os violentos confrontos entre polícia e oposição na capital Bishkek e em outras cidades.

As autoridades depostas asseguram que os agentes usaram gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes, que tentaram derrubar com ajuda de um caminhão as barreiras que cercavam a sede do governo.

O governo provisório e ativistas asseguram, porém, que as forças de segurança abriram fogo não só com balas de borracha, e que vários manifestantes foram mortos por franco-atiradores.

Uma delegação do governo provisório quirguiz chegou nesta sexta Moscou para se reunir com as autoridades russas, que deram as costas a Bakiev .

Golpe

Bakiev havia chegado ao poder em 2005, liderando uma revolta popular, e conseguiu levar o país a um certo grau de estabilidade, mas foi acusado pela oposição de adotar métodos autoritários e de usar o poder para enriquecer a sua família.

O movimento contra o governo ganhou força no mês passado, após um aumento de 200% nos preços da energia elétrica e dos combustíveis. Na última quarta-feira (07/04), líderes da oposição no Quirguistão anunciaram a dissolução do Parlamento e a formação do governo interino para administrar o país nos próximos seis meses, até a realização de eleições gerais.

O Quirguistão, uma ex-república soviética de maioria islâmica, abriga uma base militar usada pela Força Aérea dos Estados Unidos no trânsito para o vizinho Afeganistão. O país também é visto como área de influência estratégica pela Rússia. 


Leia mais sobre Quirguistão

    Leia tudo sobre: quirguistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG