Governo estima em 50 os mortos pelo temporal na França

Paris, 28 fev (EFE).- O Governo francês estima que o temporal Xynthia, que atingiu o país no fim de semana, sobretudo o oeste, causou a morte de quase 50 pessoas.

EFE |

Em menos de 24 horas a tempestade varreu vários departamentos que estavam em alerta máximo. Para o primeiro-ministro, François Fillon, esta foi uma "catástrofe nacional".

Nesta tarde, o ministro do Interior, Brice Hortefeux, declarou que o número de mortes pode ficar entre 45 e 50.

A combinação de chuvas e fortes ventos, de cerca de 150 km/h, procedentes do norte da Península Ibérica, chegou ao oeste da França entre o sábado e o domingo.

O local mais atingido foi o litoral atlântico do país, especialmente o departamento de Vendée, onde 30 pessoas morreram afogadas.

Inúmeras regiões próximas ao litoral foram inundadas pelo efeito combinado de chuvas e ventos.

Só na localidade de l'Aiguillon-sur-mer, a Prefeitura informou 17 mortos, embora ainda várias pessoas ainda estejam desaparecidas.

O palácio do Eliseu emitiu um comunicado dizendo que o presidente Nicolas Sarkozy viajará na segunda-feira às áreas atingidas.

As autoridades informaram que cerca de 500 mil casas estão sem eletricidade e que o restabelecimento poderá demorar dias.

O temporal provocou danos aos transportes, como a suspensão de cerca de cem voos.

A circulação de trens também foi atingida, com atrasos e suspensões. EFE jam/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG