Governo espanhol diz que 152 morreram em acidente

O número de mortos no acidente com um avião de passageiros no aeroporto internacional de Barajas, em Madri, na Espanha, chegou a 153, segundo o governo espanhol. Dezenove pessoas sobreviveram ao desastre ocorrido quando a aeronave que partiu do Terminal 4 derrapou e saiu da pista durante a decolagem, na quarta-feira.

BBC Brasil |

Várias pessoas, contudo, estão com ferimentos graves, disse a ministra do Desenvolvimento, Magdalena Álvarez.

Acredita-se que o motor esquerdo pegou fogo quando o avião da Spanair decolou para Las Palmas, nas Ilhas Canárias, no começo da tarde. Havia 172 pessoas a bordo - 164 passageiros e nove tripulantes.

Vários helicópteros lançaram água nos destroços do avião MD 82 para apagar as chamas e cerca de 70 ambulâncias se dirigiram ao local para cuidar dos feridos.

Álvarez disse que investigadores trabalhando no desastre com o vôo JK 5022 descartaram a possibilidade de sabotagem e estão considerando este um acidente.

Ao cair da noite, equipes de resgate ainda removiam corpos no local do desastre, disse o correspondente da BBC em Madri, Steve Kingstone.

O primeiro-ministro da Espanha, José Luis Rodrigues Zapatero, abreviou suas férias no sul do país e voltou para a capital para visitar o local do acidente.

"O governo vai fazer todos os esforços para apoiar as famílias neste momento difícil, quando elas receberam a notícia desta tragédia", afirmou.

Não foi divulgada ainda a nacionalidade dos passageiros do avião.

O modelo do avião, MD 82, é usado com freqüência para viagens breves em torno da Europa, disse o especialista em aviação, Chris Yates, à BBC.

Segundo ele, a Spanair tem um bom histórico de segurança.

Há notícia de que este pode ter sido o primeiro desastre no aeroporto de Barajas desde 1983. Ele fica a 13 quilômetros do centro de Madri.

O governo espanhol decretou três dias de luto em Madri.

A Spanair divulgou um número de telefone (0034 800 400 200) para "facilitar informações" a familiares de passageiros que estavam a bordo do avião.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG