Governo espanhol condena lançamento de foguetes do sul do Líbano

Madri, 8 jan (EFE).- O Governo espanhol expressou sua enérgica condenação ao lançamento de foguetes hoje contra Israel a partir do sul do Líbano.

EFE |

O ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, conversou por telefone com o primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, sobre este incidente.

Segundo o Ministério de Exteriores espanhol, Siniora lhe garantiu "a determinação das autoridades libanesas para evitar qualquer escalada que poderia ter conseqüências desastrosas para o país".

Também falou dos esforços das autoridades libanesas, em estreita colaboração com as forças da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Finul), para determinar a autoria destes lançamentos de foguetes e evitar que ocorram novamente, acrescentou o ministério, em comunicado à imprensa.

A Espanha tem um contingente de 1,1 mil soldados mobilizados no Líbano dentro das forças da Finul.

O Exército israelense responsabilizou hoje "elementos palestinos interessados em arrastar o Líbano a uma guerra com Israel" pelo lançamento hoje de três foguetes Katyushas contra a Galiléia, disse à Agência Efe um porta-voz militar. EFE mlg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG