O governo equatoriano advertiu nesta terça-feira as Forças Armadas por supostas tentativas de desestabilização, depois do mal-estar expressado nos quartéis com uma proposta que determina um limite para os soldos pagos aos militares.

"Não vamos permitir nenhuma ação que abale a estrutura disciplinar, a hierarquia e o respeito nas Forças Arnadas", avisou o vice-ministro da Defesa, Miguel Carvajal, lançando uma advertência "às pessoas que pretendem desestabilizar politicamente o governo".

vel/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.