Governo enfrenta decisões difíceis sobre o Iraque e o Afeganistão, diz Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, visitou o Pentágono nesta quarta-feira e afirmou que sua administração enfrenta decisões difíceis sobre o Iraque e o Afeganistão. Obama, no entanto, não deu detalhes sobre seus planos relativos às guerras que acontecem nos dois países.

Redação com agências internacionais |


Durante breve pronunciamento à imprensa, o presidente americano disse que os militares americanos desempenharam sua missão sob enorme pressão e pediu apoio às tropas.

Em sua primeira visita ao Pentágono como novo comandante-em-chefe do país, Obama se reuniu com coordenadores militares das guerras no Iraque e no Afeganistão.

Durante sua primeira semana na presidência, Obama pediu às autoridades da Defesa que apresentassem propostas para a retirada das forças americanas do Iraque dentro de 16 meses, de maneira "responsável", sem arriscar a vida dos militares.

Outro assunto importante que Obama discutirá no Pentágono é "quão importante é melhorar nossas posições no Afeganistão e, em segundo lugar, o fato de estarmos em um ponto em que nossas forças chegaram ao limite de suas capacidades", indicou Robert Gibbs, seu porta-voz.

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: barack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG