Governo dos EUA facilitará ingresso de pessoas que buscam asilo político

Washington, 16 dez (EFE).- O Governo dos Estados Unidos anunciou hoje o fim das detenções de pessoas que solicitem asilo político, sempre que demonstrem que poderiam ser perseguidos no seu próprio país.

EFE |

O secretário assistente do Departamento de Serviços Sociais que supervisiona o Escritório de Imigração e Alfândegas (ICE, na sigla em inglês), John Morton, garantiu que o ingresso dessas pessoas será facilitado nos EUA, uma vez que demonstrem que não são perigosas.

Os estrangeiros que cheguem a um porto de entrada e tenham o temor confirmado de perseguição em seu país de origem serão automaticamente postos em liberdade nos EUA, assinalou Morton aos jornalistas.

No entanto, advertiu que poderiam permanecer algum tempo confinados para confirmar sua informação, embora o Governo pretenda reduzir o tempo de detenção, que será transitória, enquanto é tomada uma decisão final sobre seu pedido de asilo.

Atualmente os estrangeiros que chegam ao país sem documentos válidos de autorização ou o visto correspondente são expulsos sem direito a uma audiência.

Segundo um porta-voz da ICE, a nova política também se aplicará a quem já tenha solicitado asilo e se encontre detido.

A decisão foi aplaudida pelo senador democrata Patrick Leahy, presidente do Comitê Judicial da câmara alta, que disse que a política de detenção de pessoas que buscam asilo político no país aplicada durante o Governo do presidente George W. Bush (entre 2000 e o início de 2009) era "muito rigorosa". EFE ojl/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG