Governo dos EUA destinará US$ 100 milhões para segurança em convenções

Washington, 23 ago (EFE).- As cidades de Denver e a de St.

EFE |

Paul receberão, a partir desta semana, até US$ 100 milhões do Governo dos Estados Unidos para a mobilização de milhares de policiais e soldados que garantam a segurança das convenções nacionais dos partidos Democrata e Republicano.

Em Denver, Colorado, onde os democratas se reúnem desde este fim de semana para formalizar a candidatura presidencial de Barack Obama, a Polícia gastará US$ 18 milhões só em equipamentos e contará com o apoio de centenas de soldados da Guarda Nacional e de agentes dos subúrbios.

As autoridades de St. Paul, Minnesota, sede da Convenção Nacional Republicana entre 1º e 4 de setembro, pediram a ajuda de 80 agências de segurança pública que forneçam três mil agentes que complementem a força policial de 500 agentes dessa cidade.

O Congresso dos Estados Unidos determinou a concessão de US$ 100 milhões para custear a segurança nas duas cidades, onde as autoridades federais e locais intensificaram a proteção aos candidatos e aos delegados.

A Direção Federal de Aeronáutica Civil anunciou esta semana as restrições de vôos nos aeroportos das duas cidades, e advertiu de que "a transgressão destas normas pode resultar no uso da força".

O Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte e o Comando Conjunto da América do Norte também participarão da vigilância, e estarão prontos para fornecer apoio médico e cobertura aérea caso ocorra alguma emergência, afirmaram as autoridades.

Os fundos federais, distribuídos meio a meio entre as duas convenções, serão utilizados em medidas de segurança, como as cercas e os sistemas de vigilância com câmeras de tecnologia avançada.

Vários grupos anunciaram manifestações durante a Convenção Nacional Democrata, e as autoridades de Denver designaram uma área cercada, a duas quadras da sede da convenção, para que os manifestantes façam seus protestos.

Entre os grupos que anunciaram manifestações estão os que se opõem à legalização do aborto, outros que rejeitam a Guerra do Iraque, grupos que exigem uma política ambiental mais ativa, e outros impacientes pela persistência do racismo e da pobreza no país.

No dia 28 de agosto, o Departamento de Transporte de Colorado fechará o trânsito na estrada interestadual 25, a principal rota sul-norte que cruza a maior cidade do Estado, quando Obama falará em um estádio.

A partir de hoje está proibido o trânsito de caminhões que transportem cargas tóxicas nessa estrada próxima do centro de Denver, e a proibição se manterá por toda a semana.

A Guarda Nacional de Colorado afirmou que mais de mil soldados dessa força colaborarão na manutenção das comunicações e no transporte de provisões em Denver. EFE jab/ab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG