racistas - Mundo - iG" /

Governo do Zimbábue considera medidas do G8 racistas

O governo do Zimbábue considerou racistas, hoje, as ameaças, por parte dos líderes do G8, de aplicar medidas econômicas contra o país de questionar a legitimidade do presidente Robert Mugabe, o que, pressupõe, representa um insulto aos dirigentes africanos.

AFP |

"Querem debilitar a União Africana e os esforços do presidente (sul-africano Thabo) Mbeki porque são racistas, porque acham que só os brancos pensam de forma correta", destacou o ministro zimbabuense da Informação, Bright Matonga, à AFP.

"É um insulto aos dirigentes africanos", acrescentou Matonga, em referência à declaração publicada hoje na reunião de cúpula do Japão pelos líderes das oito potências mundiais (G8) na qual expressaram "grave preocupação" ante a situação do país, além de rejeitarem a "legitimidade" do novo governo.

Matonga insistiu em que Mugabe, que há 15 dias prestou juramento para o sexto mandato presidencial consecutivo, é o líder indiscutível do Zimbábue.

sn/fb/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG