Governo do Peru prende membros do Sendero Luminoso

Lima, 22 jul (EFE).- O ministro do Interior do Peru, Luis Alva Castro, confirmou a captura de dois supostos altos comandantes de Artemio - o último grande líder do Sendero Luminoso - em uma operação policial no nordeste do país, informou hoje a imprensa peruana.

EFE |

Os dois homens, identificados como Lider Franklin Herrera Espinoza, de 23 anos, e Víctor Alejandro Acuña Mejía, de 30 anos, foram detidos na cidade de Aucayacu.

"É um duro golpe contra o terrorismo, pois estas pessoas recebiam ordens e mandatos de Artemio e é nestas circunstâncias, quando eles se dirigiam a cometer outras maldades, que foram detidos pela Polícia Nacional imediatamente", declarou Alva Castro para a agência estatal Andina.

O ministro do Interior disse que os dois supostos terroristas participaram da emboscada realizada no ano passado contra uma patrulha policial, que terminou com a morte de um promotor provincial e de três policiais.

Para as autoridades peruanas o Sendero é atualmente um grupo armado que presta serviços ao narcotráfico em troca de financiamento, mas alguns especialistas acreditam que já se transformou em um grupo independente do tráfico de drogas. EFE watt/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG