Governo do Marrocos condena ofensiva militar israelense na Faixa de Gaza

Rabat, 27 dez (EFE).- O Governo do Marrocos condenou a operação militar israelense realizada hoje na Faixa de Gaza, que matou pelo menos 160 pessoas.

EFE |

Em comunicado, o Ministério de Exteriores marroquino "denuncia com firmeza o uso desproporcional da força e esta trágica escalada da violência" e pede o "fim imediato das hostilidades, que, além das grandes perdas de vidas humanas, expõem, mais uma vez, a região à violência e às divisões".

"Nesta dolorosa circunstância, o rei Muhammad VI, apresenta suas condolências mais entristecidas às famílias das vítimas palestinas inocentes", acrescenta o texto.

Além disso, o monarca "faz uma chamada ao Conselho de Segurança (da ONU) e ao Quarteto (para o Oriente Médio) para que assumam sua responsabilidade de garantir o fim da violência e a necessária continuação do diálogo e da negociação entre todas as partes", afirma a nota. EFE hm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG