Governo do Irã proíbe homenagem a mortos em protestos

O governo do Irã rejeitou o pedido feito por dois ex-candidatos presidenciais para a realização de um evento em homenagem às pessoas mortas nos violentos protestos que se seguiram a eleição presidencial do mês passado no país. O ministério do Interior negou a requisição feita por Hossein Mousavi e Mehdi Karroubi para que o evento fosse realizado nesta quinta-feira, informou nesta terça-feira a agência de notícias iraniana Fars.

BBC Brasil |

Pelo menos 20 pessoas morreram nos protestos que se seguiram à reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad no pleito de 12 de junho.

Os manifestantes disseram que a votação não foi conduzida de forma honesta e pediram uma recontagem dos votos.

Muitos manifestantes foram presos e ainda se encontram detidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG