fracasso de cessar-fogo - Mundo - iG" /

Governo do Iêmen culpa rebeldes por fracasso de cessar-fogo

Sana, 15 jun (EFE) - O Governo iemenita responsabilizou hoje os rebeldes xiitas pelo fracasso do acordo para um cessar-fogo permanente entre as duas partes no norte do país, alcançado em junho passado com a mediação do Catar.

EFE |

"Os rebeldes seguidores de Abdul-Malik al-Houthi fecharam todas as portas, e fizeram fracassar todos os esforços para conseguir a paz, incluindo os desdobrados pelo Catar", disse Hassan Manna, o governador da província de Sa'adah (norte), segundo a agência de notícia "Saba".

A província, fronteiriça com a Arábia Saudita e 240 quilômetros da capital, Sana, é palco de violentos choques entre o Exército e a milícia "jovens fiéis" desde dezembro de 2004.

Manna acusou os rebeldes de não evacuar suas tropas nas áreas montanhosas de Sa'adah e de não entregar suas armas às autoridades, como prevê o acordo de cessar-fogo.

Os membros de uma comissão mediadora catariana abandonaram o Iêmen em meados de maio sem conseguir aproximar os pontos de vista das partes beligerantes.

O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, acusa os seguidores do clérigo radical Abdul-Malik al-Houthi de tentar derrubar o regime republicano para estabelecer uma monarquia religiosa similar a que foi eliminada pela revolução de 1962.

Os xiitas representam 30% dos 25 milhões de habitantes do Iêmen e estão concentrados principalmente no norte do país, especialmente nas regiões de Heya, Zemar e Sa'adah. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG