Governo do Chile diminui a importância de fotos de Bachelet na praia

SANTIAGO DO CHILE - O governo do Chile diminuiu a importância das fotos que mostram a presidente Michelle Bachelet tomando banho em uma praia de Costa do Sauípe (Bahia), onde participa de inúmeras cúpulas.

Redação com EFE |


"Que problema há em que a presidente vá e dê um mergulho", afirmou o porta-voz do Palácio de La Moneda, Francisco Vidal, que afirmou que o passeio à praia foi muito cedo e não perturbou as atividades oficiais da governante.

Vidal se pronunciou depois que parte da imprensa chilena criticou a governante por um suposto "relaxamento" em plena Cúpula da América Latina e do Caribe, enquanto outros encararam as imagens como uma invasão à vida pessoal da presidente chilena.

Nas fotos, Bachelet aparece com sua assessora e diretora de Programação, María Angélica Álvarez.


Michelle Bachelet (de toalha) aproveita a praia da Bahia /AE

Vidal afirmou que a presidente acordou muito cedo e as fotos foram tiradas pouco depois, tudo antes de Bachelet iniciar sua participação na segunda sessão plenária da Cúpula da América Latina e do Caribe.

"Quando alguém levanta de manhã tem três opções: continuar se revirando nos lençóis e bocejando, outros saem para correr e a presidente gosta de tomar banho se houver praia", declarou o porta-voz. Ele acrescentou que a governante "é um ser humano normal, que se esforça muito trabalhando".

"Caso vocês me perguntem, me parece que é absolutamente normal, natural", afirmou. "Um presidente tem vida particular?", questionou, concluindo que "a privacidade dos homens e mulheres públicos fica mais a critério daquele que tira as fotos".

Leia mais sobre América Latina

    Leia tudo sobre: américa latina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG