Governo diz que só fabricar vacina contra gripe em 2010

Rio de Janeiro, 18 jul (EFE).- O Brasil, único país latino-americano que colabora com a Organização Mundial da Saúde (OMS) no desenvolvimento e na produção de uma vacina contra a gripe suína, admitiu hoje que só conseguirá oferecer doses da solução imunizadora a partir do ano que vem.

EFE |

A incapacidade de desenvolver uma vacina ainda este ano foi admitida pelo secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Reinaldo Guimarães, em declarações citadas hoje pela "Agência Brasil".

O funcionário esclareceu que o atraso obedece a dificuldades técnicas para o desenvolvimento, testagem e validação da nova vacina.

Ele também negou que o atraso tenha a ver com uma demora da OMS em entregar ao Instituto Butantan a cepa do vírus que será usada na fabricação das doses.

Segundo Guimarães, a vacina que o órgão começará a produzir no ano que vem permitirá ao Brasil combater uma "eventual segunda onda" da pandemia no inverno de 2010.

"A vacina não servirá agora, mas esse não é um problema grave", disse.

O Brasil registrou até agora 11 mortes pela gripe suína. Ao todo, 1.175 casos da doença foram confirmados, segundo o último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na quinta-feira. EFE cm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG