rejeição a governador de Tarija - Mundo - iG" /

Governo diz que referendo demonstrou rejeição a governador de Tarija

La Paz, 23 jun (EFE).- O Governo de Evo Morales disse hoje que os resultados do referendo autonomista realizado pelo departamento boliviano de Tarija demonstram um rejeição categórica à gestão do governador opositor Mario Cossío.

EFE |

O ministro da Presidência da Bolívia, Juan Ramón Quintana, afirmou que os "contundentes e categóricos resultados" de ontem mostram "o mal-estar do povo com as formas embusteiras de fazer política" das quais acusou Cossío.

Segundo Quintana, "Cossío é o governador que mais vem tendo sua imagem pública atingida por denúncias de corrupção".

A região de Tarija (sul) realizou ontem um referendo para aprovar seu estatuto autonomista no qual, segundo os resultados oferecidos pelos organizadores, com 38% das mesas eleitorais apuradas, ganhou o "sim", com 83,17% dos votos.

Quintana mostrou um anúncio publicitário publicado hoje, no qual se podia ler que "53% dos cidadãos de Tarija rejeitaram o estatuto ilegal".

A conta do Governo soma as abstenções, de 41% dos votantes, com os 12% que votaram "não", e toma como base os dados da enquete de boca-de-urna da empresa PAT, uma das três divulgadas após o fechamento dos colégios eleitorais.

Segundo a agência estatal ABI, nos quatro referendos autonomistas realizados na região de "meia lua boliviana" (Santa Cruz, Beni, Pando e Tarija), "quase 50% da população rejeitou os estatutos".

O próximo marco na política boliviana será o referendo revogatório ao qual se submeterão, em 10 de agosto, o presidente Morales, seu vice-presidente e os governadores dos nove departamentos do país. EFE az/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG