Argel, 21 jul (EFE).- Representantes do Governo de Mali e dos chefes rebeldes tuaregues da região de Kidal (norte) assinaram hoje em Argel um acordo de paz histórico, informaram fontes oficiais.

O embaixador da Argélia na capital Bamaco, Abdala Ghrieb, que atuou como mediador, informou que as partes chegaram hoje a uma série de acordos, entre os quais destacou o estabelecimento de um cessar-fogo e o compromisso de seu cumprimento no terreno.

Em uma segunda fase, serão abordadas questões econômicas a fim de aliviar a pobreza que afeta a região de Kidal, completou Ghrieb, que declarou ainda que o Governo de Mali e os rebeldes tuaregues se comprometeram a debater assuntos como os que envolvem a situação de refugiados e prisioneiros.

Além disso, ficou acertada a formação de um comitê de acompanhamento do acordo de paz, e que será integrado por representantes de ambas as partes, com o objetivo de fazer com que as decisões pactuadas sejam aplicadas em conjunto.

Está prevista para o próximo mês uma nova reunião entre Governo malinês e rebeldes tuaregues, na qual será analisada a evolução do cessar-fogo.

Os tuaregues do norte de Mali se rebelaram em maio de 2006 e promoveram violentos enfrentamentos que deixaram dezenas de mortos e feridos, e que não foram encerrados até julho do mesmo ano.

Em maio último, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, destacou a urgente necessidade de se encontrar uma solução "imediata e duradoura" para o conflito. EFE sk/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.