Governo de La Paz denuncia que tentaram atirar no governador

O Governo do departamento de La Paz denunciou que uma pessoa não identificada tentou atirar neste domingo contra o governador opositor José Luis Paredes, na cidade de El Alto, quando votaria no referendo revogatório realizado na Bolívia.

EFE |

O secretário-geral do Governo de La Paz, Alejandro Zapata, segunda autoridade do departamento, disse à Agência Efe que um indivíduo "tentou matar Paredes com uma arma de fogo", mas os acompanhantes do governador conseguiram evitar a agressão.

Paredes e outros sete governadores do país, a maioria opositores, se submetem neste domingo a um referendo revogatório, que também decide sobre a continuidade do presidente Evo Morales e do vice-presidente Álvaro García Linera.

Segundo Zapata, o suposto agressor estava com um boné com o logotipo da Alfândega Nacional e foi entregue a um policial, que o levou em um carro.

O ministro do Governo (Interior) boliviano, Alfredo Rada, disse pouco depois aos jornalistas que, por enquanto, não tinha relatório oficial policial a respeito.

Rada disse que a denúncia do Governo de la Paz está em processo "de investigação e verificação", e que não se pronunciará sobre ela até que o assunto fique esclarecido.

No entanto, também disse que espera que "não seja uma tentativa de chamar a atenção por parte de pessoas vinculadas à Prefeitura" e que manejem "com seriedade" sua denúncia.

Rada comentou que este "incidente" e outro ocorrido na localidade amazônica de Yucumo, na região de Beni, onde aconteceu um roubo de material eleitoral, são os únicos registrados nas primeiras horas da votação.

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG