Governo de fato de Honduras se compromete a proteger embaixada do Brasil

TEGUCIGALPA - O governo de fato de Honduras anunciou na noite de segunda-feira que protegerá a embaixada do Brasil em Tegucigalpa, mesmo que esta perca o status diplomático.

Redação com agências internacionais |

"De acordo com o costume internacional, o governo de fato continuará fornecendo proteção aos escritórios do Brasil, apesar de não existirem mais relações diplomáticas", afirma um comunicado da chancelaria.

O ministério das Relações Exteriores de Honduras advertiu no domingo o Brasil que a embaixada em Tegucigalpa perderia o statuts diplomático se, no prazo de 10 dias, não definisse a situação do presidente deposto Manuel Zelaya, refugiado na representação desde 21 de setembro.

"Ao dar proteção a Zelaya, o Brasil assumiu a responsabilidade pela segurança das pessoas que entraram em sua representação em Tegucigalpa, mas apesar disto Honduras dará proteção aos escritórios", afirma o comunicado.

A ameaça de domingo provocou uma intensa atividade em Washington e em Nova York, tanto no Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) como na Assembleia Geral da ONU.

Estado de sítio

O presidente de facto de Honduras, Roberto Micheletti, declarou na segunda-feira que está disposto a revisar o estado de sítio instituído no país no domingo. Políticos hondurenhos pediram a suspensão da medida para que o processo eleitoral não seja comprometido.

Em entrevista coletiva, Micheletti que, como a decisão de instituir o estado de sítio foi tomada durante uma sessão do conselho de ministros, estes serão convocados para que o decreto seja revogado "se necessário".

O anúncio foi feito após Micheletti ter se reunido com o presidente do Congresso, Alfredo Saavedra, e com um grupo de deputados que o visitaram para pedir que revogue as medidas, com o objetivo de não afetar as eleições convocadas para 29 de novembro.

Leia também:


Leia mais sobre Honduras

    Leia tudo sobre: hondurasmanuel zelaya

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG