Governo de facto de Honduras convida missão da OEA para visita

TEGUCIGALPA (Reuters) - O governo de facto de Honduras convidou uma missão da Organização dos Estados Americanos (OEA) para visitar o país em 7 de outubro para tentar destravar um diálogo com o presidente deposto Manuel Zelaya, informou a chancelaria hondurenha nesta segunda-feira. O secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, disse nesta segunda-feira que a visita será realizada somente quando houver resultados a serem obtidos.

Reuters |

A chancelaria do governo de facto "convida a Comissão de Chanceleres do Continente Americano e os funcionários da OEA que desejam acompanhá-los para que visitem Honduras na quarta-feira, 7 de outubro", disse o comunicado.

O governo de facto indicou que autorizaria a entrada, em 2 de outubro, de uma missão para preparar a visita, cujo ingresso foi proibido no domingo para evitar "interferências estrangeiras" nas negociações em curso.

A OEA exige a restituição de Zelaya, o que o presidente de facto, Roberto Micheletti, considera impossível.

(Reportagem de Gustavo Palencia)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG